quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. O romance cujo fim é instantâneo ou incolor não é romance.
Não deixe que a saudade sufoque, que a rotine acomode, que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário