quarta-feira, 9 de dezembro de 2009


Sabe do que eu gostava e nunca te falei? Quando você saía do banho. Você nunca conseguiu se secar direito. Vinha pingando pelo quarto. Cabelo displicentemente penteado, e completamente encharcado. De calcinha, e escorrendo água por aquele corpo reto, sarado, lindo. Aí, como se estivesse completamente seca, você deitava na cama, do meu lado. Colada. E me beijava com a boca doce, úmida, só minha.Me lançava um olhar que pedia aprovação. Se eu não dissesse nada, você cantarolava alguma coisa, algumas daquelas músicas que você compunha para eles e me fazia rir muito, e lá vinham aqueles dois cachorros miúdos correr pela cama em volta de você. Eu só deixava, e isso eu nunca te falei, porque adorava a cara que você fazia.Você ria como uma criança. Uma criança que você é, e nunca vai deixar de ser. E isso, talvez eu nunca tenha te dito, é das coisas mais bonitas que você tem. Bonito porque, mesmo sendo tão pura e ingênua, você é madura, forte, determinada. Você é tudo isso em uma só. E o que me atraiu em você, numa tarde de verão californiano, foi exatamente essa mistura rara. E isso, eu acho, nunca te disse.Eu também nunca te disse que você foi a melhor coisa que me aconteceu na vida, disse? Disse que nunca antes tinha amado de um jeito tão forte, tão químico, tão sensível? Que nunca tinha tremido de paixão como naquela noite que você me beijou no sofá da sala? E em todas as seguintes. Já te disse? E eu já te disse que você me entendia como ninguém jamais me entendeu na cama? Que eu nunca fui tão longe? Que te ver sorrindo em cima de mim, só pra mim, talvez seja, até hoje, minha paisagem predileta?Sabe do que mais eu gostava? Quando você imitava o cara do desenho animado, o portuga. Eu ia trabalhar lembrando da imitação e morria de rir, sozinha no carro. Eu já te disse que te amei, entre tantas outras coisas, porque você me fazia rir? Já te disse que hoje, quando a gente se encontra e consegue superar a dor para falar do passado, você ainda me faz rir assim? Já te disse que lembrar da vida que eu tive do seu lado é meu passatempo predileto? Que você me ensinou sobre as pessoas, sobre as verdades, sobre futebol, sobre política, sobre justiça, sobre como um prédio sai do chão e chega ao último andar, sobre a lógica da vida?Já te contei como essas coisas mudaram a forma como eu vejo o mundo? Já te disse como era bom ficar deitada no seu ombro? De como eu me sentia segura? De como eu gostava quando a gente via "cuickócuick" e de como a gente sacaneava, naquele jogo que vai ser para sempre só nosso, "Summerland"? Já te disse que, até hoje, quando eu ouço a sua voz no telefone, meu coração palpita diferente? Que a sua voz, as coisas que você me diz, o jeito que você diz, entram no meu ouvido da forma mais doce do mundo? Que eu adorava quando você me abraçava no meio da noite? Que eu chorava quando a gente fazia amor?Já te disse que te ver chorar é como pegar uma faca bem afiada e ir passando ela devagarinho pela minha alma? Que eu ainda sonho com você? Com a gente lendo o jornal no chão da sala, tomando café, comendo as "especialidades" que você fazia para mim? Já te disse que eu comecei a escrever este texto umas 300 vezes e nunca consegui terminar porque as lágrimas não deixavam?Já te disse que as músicas que você compôs no violão são as mais bonitas que eu já escutei? Que eu ouvia sozinha, escondida, quando você estava no trabalho, e elas me faziam chorar? Já te disse que eu adorava quando a gente ia almoçar na casa dos seus pais e suas irmãs ficavam falando de como você era mal- humorada na infância? Eu te olhava, ouvindo a mesa inteira falar de você, e via a mulher que só eu conhecia, que só eu amava daquele jeito tão fundo. E sentia um orgulho enorme. Aliás, e isso eu acho que eu já te disse, eu sinto tanto orgulho de você... Tanto.Eu queria ver o mundo com seus olhos de criança, chorar e deixar as lágrimas pularem, e não apenas escorrerem. Queria ser indignada como você. Inquieta como você. Justa como você. Bonita como você. Intensa como você. E sabe o que mais eu queria? Ter tido um filho seu. Porque eu queria que você se multiplicasse. Acho que é disso que o mundo precisa. Pessoas bonitas, fortes, inquietas, indignadas, questionadoras, inteligentes. Como você.Mas tem uma coisa que eu certamente nunca te disse. Por que a gente se separou. Sabe por que eu nunca te disse? Porque eu nunca entendi. Eu não sei o que te afastou de mim, o que me afastou de você. O que eu sei é isto: eu sempre vou te amar. Pelo que você é. Pelo que você foi. Pelo que você será.

Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.
Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.
Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso.E com confiança no que diz.
Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer ou ter coragem pra fazer.
Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende.E é assim que perdemos pessoas especiais.
Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.Difícil é mentir para o nosso coração.
Fácil é ver o que queremos enxergar.Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.
Fácil é dizer "oi" ou "como vai?"Difícil é dizer "adeus", principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas...
Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.Difícil é sentir a energia que é transmitida.Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.
Fácil é querer ser amado.Difícil é amar completamente só.Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar, e aprender a dar valor somente a quem te ama.
Fácil é ouvir a música que toca.Difícil é ouvir a sua consciência, acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.
Fácil é ditar regras.Difícil é seguí-las.Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.
Fácil é perguntar o que deseja saber.Difícil é estar preparado para escutar esta resposta ou querer entender a resposta.
Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.
Fácil é dar um beijo.Difícil é entregar a alma, sinceramente, por inteiro.
Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.
Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.Difícil é ocupar o coração de alguém, saber que se é realmente amado.
Fácil é sonhar todas as noites.Difícil é lutar por um sonho.
Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

­ o bom seria,se as pessoas soubessem amar como sabem fingir.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. O romance cujo fim é instantâneo ou incolor não é romance.
Não deixe que a saudade sufoque, que a rotine acomode, que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.
Não é quem eu sou por dentro e sim o que eu faço é que me define.
disse (15:47):
E o teu olhar me diz tantas coisas
Tantas coisas loucas que quando chega perto
A minha alma não me deixa mentir
Esse teu olhar é pouco pra mim
É um ponto sem fim
Esse teu olhar, numa boa, é tudo dentro de mim...

disse (15:52):
Menina pode acreditar
Nas coisas que eu vou te dizer
Eu sou meio maluco mas agora
Pode crer que eu vou cuidar... de você

Não precisa mais sonhar
Sem pressa deixa acontecer
Assim como você a noite ainda é uma criança
Que vai amanhecer...



disse (15:56):
Meu Bem, já não consigo disfarçar
não dá pra esconder, que eu quero você
sem teu amor já não sei viver
Quero que carregue, pra onde você for
Todo o meu afeto, todo o meu carinho


Lembro da primeira vez que a gente se encontrou,
nada rolou
você toda quietinha,
e eu também na minha
Mas, foi só questão de tempo e a gente se falou
E o carinho foi crescendo...



(L)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009


Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto é especial e importante para mim, sem ter de me preocupar com terceiros.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim. Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em alguém momento, fui insubstituivél. E que esse momento será inesquecível. Só quero que meu sentimento seja valorizado. Quero sempre poder ter um sorriso estampado em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre. E que esse sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.

Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,alguém me valoriza pelo o que sou,não pelo que tenho. Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que relamente importa, que é meu sentimento...e não brinque com ele.
Não quero alguém que morra de amor por mim.Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando. Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo,quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

ninguém é o parece ser,definitivamente não.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

vontade morrer.
to mal acho que perdi completamente uma grande pesssoa :(

domingo, 25 de outubro de 2009

dor de cabeça horrivél,estou confusa,me sinto perdida,so,mesmo tendo pessoas que me amam,sabe,vontade de sumir deixar esse mundo e partir.

Tão estranho carregar uma vida inteira no corpo, e ninguém suspeitar dos traumas, das quedas, dos medos, dos choros.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

domingo, 11 de outubro de 2009


me sentir bem é o que tenho feito,nossa vejo a cada dia como meus pais me amam e me querem bem,e vejo que tenho amigos valiosos,que me amam de verdade,são minhas joias raras' *---*
e concerteza esses amigos sempre serão lembrados,sem dúvida!
e quem me falta aqui comigo é você meu anjo!
digo isso fisica por no meu coração sempre esta,te desejo tanto.
Obrigado pelo carinho de pais,amigos,amor (L)
Reelmente Deus é generoso.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Depois de um mês terei com quem voltar a conversar,desabafar,encomodar.Confesso senti sua falta,muita,porque você era quem eu contava tudo. P.M.A

domingo, 4 de outubro de 2009


As vezes me envolve certa tristeza,ao ver como as pessoas se portam,pensando somente nelas,magoando que delas gostam.Porque assim agem? fico pensando que impulso as faz machucar,a quem ao seu lado sempre esta,querendo seu bem,apesar de várias coisas e lágrimas derramadas.Palavras extremamente ásperas ditas,gestos rudes que so fazem ferir,desculpas das mais esfarrapadas.Não sabem que certamante irão sentir,as dores por elas causadas e que também deixaram de sorrir.
Porque existem pessoas que nos magoam, sem se aperceberem
Porque existem pessoas que nos fazem sentir especiais, mas depois achamos que não somos nada demais
Porque existem pessoas que num momentos achamos que representamos imenso para elas, e no outro somos simplesmente triviais
Porque existem pessoas que não conseguem ser frontais, e nós não sabemos ler nas entrelinhas
Porque existem pessoas que um dia achamos que elas vão mudar, mas depois mantêm-se iguais
Porque existem pessoas que nunca vão dizer o que queremos ouvir, mas mantêm-nos com esperança de um dia isso mudar
Porque existem pessoas que simplesmente não são suficientemente fortes para lutar por nós.
Mas.
Existem pessoas que a simples presença nos anima depois de um exame
Existem pessoas que a sua "estupidez" juntamente com a nossa nos faz rir
Existem pessoas que apesar de tudo têm sempre paciência para nós, e um sorriso.

Há pessoas que surgem na nossa vida

mas não marcam,

apenas passam

despercebidamente.

E, quando vão embora

não deixam com a gente

doces lembranças de outrora.

E há pessoas que marcam a nossa vida

de uma forma tão intensa,sem querer.

que não sabemos o porquê,

mas elas simplesmente não passam,

permanecem enraizadas

feito uma erva daninha

que, quanto mais se tenta extirpar,

mais ela caminha

e vai-se aprofundando

sempre...e mais um pouco

no nosso coração, penetrando,

sem que possamos evitar.

Há pessoas que não saem da nossa vida

e, mesmo sem estarem próximas,

elas se fazem presentes

e ficam assim... eternamente...

sem que exista jamais uma despedida.

Porque são pessoas que marcam.

marcam para sempre

a nossa vida!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O melhor de mim >3


Deitada no seu colo
Me permito até sonhar
Vejo um céu mais lindo
Dos teus olhos vindo espelhar
Ah, ah, ah
E eu já nem sei se sei mais
Como te soltar
Então me faça feliz
E me abraça, porquê

O mundo pára
Quando me ampara
Nos seus braços
Lá fora a chuva cai
E aqui embaça
Os vidros do meu carro
Ah, ah, ah
E eu já nem sei se sei
O caminho pra retornar
Então não vá
Então fica, porquê

Tantos dias, ventania e dor
Tanta lágrima na minha face rolou
Mas você chegou, enfim
Você resgatou o melhor de mim
Tantos dias, ventania e dor
Tanta lágrima na minha face rolou
Mas você chegou,
Você me mostrou
O verdadeiro amor

Toda uma vida é pouco
Pra ficar imersa nos seus lábios
É que a sua saliva
Em minha boca desliza
Ai que naufrágio
Ah, ah, ah
E esse cheiro bom
Que emana dos seus cabelos
Meu Deus, eu quero
Seu corpo inteiro, espero
A nossa hora vai chegar
E você, com certeza
Perceberá que não adiantou
Remar contra a correnteza
Ah, ah, ah
Se esse amor nasceu
Dos versos da minha
Antiga canção
Então eu canto agora
Eu te amo, vão bora.

domingo, 27 de setembro de 2009


melhor presente que Deus podia ter me dado (L)
o MELHOR *--*

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

voltar a viver,talvez longe daqui,encontrar o significado de um sorriso,de um abraço,sabe definitivamente poucas são as pessoas que realmente se importam com você,aprendi isso,cada dia isso fica mais claro em minha cabeça sabe,umas se importam so com elas e com mais nada,estando elas bem os outros que ficam como estão,um apredizado não confiem muito nas pessoas,seja o melhor que possa ser,apesar que hoje vejo os bonzinhos so se fodem,sabe,mas como ser como eles?

terça-feira, 22 de setembro de 2009


-você tem que pensar em você

-tipo colocar você em primeiro lugar

-se você vai se sentir bem na situação

-tudo o que for em relação a ela pensa no seu bem estar primeiro

-porque ex não pensa em você so pensa nela

sábado, 19 de setembro de 2009

Era pouco....se acabou

Desapareceu,sumiu, escafedeu-se (como dizia aquela velha música da Blitz).Quando alguém que amamos sai de repente da nossa vida, o nosso primeiro pensamento é: "Onde eu errei?" "Que foi que eu fiz?" ou ainda "O que poderia ter feito?" Acontece que às vezes não erramos, e nada fizemos de errado e não nos restaria mais nada a fazer, prá evitar que isso acontecesse.

A vida às vezes brinca com a gente de esconde-esconde e nem sempre encontramos quem procuramos, quando saimos do "ponto", onde de olhos fechados contávamos: Um, dois, três, quatro e. lá vou eu!
Nesse exato momento, ( o momento em que fechamos os olhos) o outro sumiu, já não o encontramos, mesmo que o "esconderijo" dele estivesse ali, tão fácil de achar. Abrimos os olhos e não encontramos mais. Nem o amor que julgávamos ser nosso prá sempre, nem o carinho que contávamos ser donos. Ás vezes, nem mesmo a presença física mais...

E agora? O que fazer, se prá nós o certo era abrir os olhos, procurar e acabar encontrando sempre? Invariavelmente naquele mesmo lugar.
Será que "dormimos no ponto" e não percebemos que o outro já tinha enjoado da "brincadeira"? Será que ficamos "brincando" sozinhos todo o tempo e nem mesmo percebemos? A dor da perda é difícil, sim. É difícil perceber que o "anel que tu me deste era vidro e se quebrou e o amor que tu me tinhas era pouco, se acabou"!!!!
Perder quem amamos é perder as referências.

Acordar sem vê-lo, sabendo que talvez não o vejamos mais, sentar ao lado do telefone esperando que ele toque sabendo que ele não vai tocar... Acordar no meio da noite, depois de um sonho bom, onde essa separação não aconteceu é muito triste. É triste olhar as fotografias, os bilhetinhos guardados, os presentes, e lembrar daqueles momentos, quando tínhamos certeza de que ia durar prá sempre. É triste lembrar que ele adorava deitar em nosso colo, fazer carinho nos cabelos, que odiava aquela nossa saia curta, e que às vezes brigávamos por essas coisas bobas.É triste quando alguém conta uma piada e lembramos que ele de vez em quando vinha com uma piadinha meio sem graça e que mesmo assim dávamos gostosas gargalhadas juntos! É horrível a perda, sim.

Se os dias parecem não passar, as noites então. Ah,as noites são intermináveis.Perder um grande amor dá uma dor no peito... Eu penso que deva ser parecida com a dor de um infarto. Dá um vazio.Amarela o nosso sorriso, embaça o brilho dos nossos olhos... o brilho de que ele tanto falava! Não dá mais prá assistir filmes de romance sem chorar, não dá mais prá comer a comida que ele adorava sem lembrar, não dá mais prá frequentar lugares em que se ia junto. Não dá mais prá escutar "aquela nossa música" .

Porque o anel era de vidro, e se quebrou... e o amor que ele nos tinha... Ah...o amor que ele nos tinha, era pouco...se acabou!
Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá, manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam, e certifique-se de que quando estão juntos aquele abraço vale mais que qualquer palavra.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

ninguém me tira essa dor e as marcas do tempo.

sábado, 12 de setembro de 2009

a vontade é ir embora,deixar isso,essas malditas' pessoas!
começar algo novo,retomar a viver..
acreditar num amanhã melhor,porque nas pessoas é dificil acreditar,a única coisa que fazem é magoar,machucar,nos ferem até a alma!
eta pessoas sem sentimentos,onde o prazer é o que importa a elas,prazeer.af

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

faz dos meus dias os melhores *-*

-ó amor. namorando. com vc. (L)
te amo mais que tudo.
vc faz parte de mim agora sabia?
pq? pq tá dentro do meu coração,
e se tirar vc daqui.. eu morro.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Sometimes I have this pain inside my ribs
I feel I’m going backwards
But how if I still can feel your lips
And listen to your last words?

domingo, 6 de setembro de 2009

Talvez

Talvez um dia você encontre
Um menino mais lindo que eu ;
Talvez um dia você encontre
Um menino loiro de olhos azuis
Ou um moreno com corpo sarado ;
Talvez um dia você encontre
Aquele menino da sua idade
E que gosta das mesmas coisas que você ;
Talvez um dia você encontre
Um menino que não seja tão grudento ;
Talvez um dia você encontre
Aquele menino que sempre sonhou ;
Mas talvez você nunca vai encontrar
Um menino que te entenda como eu entendi ;
Talvez você nunca vai encontrar
Um menino que respeite você como eu respeitei ;
Talvez você nunca vai encontrar
Um menino que espere o tempo que eu esperei
Mas o que você nunca vai encontrar mesmo
É um menino que te AME como EU AMEI !

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

se eu desaparecer,não se preocupe fui tomar um banho no rio(Y)
e espero esse banho nunca acabar!
merda de vida!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

http://www.amorsonhosepoemas.com.br/licao_de_vida/licaodevida.htm

sábado, 22 de agosto de 2009

as vzs tentemos ser o melhor para as pessoas e ela muitas vzs são as piores para nos.
mas é bom porque isso nos mostra as pesssoas,no qual tinhamos uma imagem e hoje concerteza é outra.Como pode numa única pessoa tanto mal? não entendo.Erramos? siim,mas isso através desses errros,mudamos,de alguma maneira nos renovam,para voltarmos mais forte,e mostrar do que somos capazes.
Lágrimas? porque? como uma amiga de coração diz ' as vzs é bom chorar,botar para fora'.
Mas,as vzs,para não dizer na maioria,lágrimas são por pessoas erradas.
Sabe,como as pessoas nos enganam.
Algumas simplismente não tem sentimento algum.
Mas como sempre disse,a vida é um ensinamento,e as pessoas perdem algumas coisas importantes,perdem pessoas valiosas,porque simplismente querem.
E depois o que não se pode é chorar,porque quando não nos dão ouvido,sei lá.


Quando não se cuida,não se valoriza,tudo se acaba perdendo,e talvés algum dia nos perguntaremos,porque não cuidei?,porque não amei que de mim amou,ai não adianta mais!


sexta-feira, 21 de agosto de 2009

cansei!

me perdeu.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009


não te olhei nos olhos com medo que uma fenda abrisse sob seus pés
não inventei passados, histórias, relatos, por não aprender a mentir.
hoje creio que a vida seja um dado viciado tentando nos enganar
aprendi que por mais forte que somos seremos sempre alguém
que procura a quem amar. e amar cada vez mais.

não sorri quando te vi vindo com medo que uma tempestade tirasse meus pés do chão
condenei meus próprios pecados e arrependimentos ao te ver caminhar. Bela
Saudade é ar que sufoca o peito, seca a boca, arrebenta o coração.
Suave volta, segundos seguindo de longe.



ninguém, nem mesmo as rosas tem cores mais vivas que seu sorriso.



domingo, 16 de agosto de 2009


Frágil – você tem tanta vontade de chorar, tanta vontade de ir embora. Para que o protejam, para que sintam falta. Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço. Um dia mandará um cartão-postal de algum lugar improvável. Bali, Madagascar, Sumatra. Escreverá: penso em você. Deve ser bonito, mesmo melancólico, alguém que se foi pensar em você num lugar improvável como esse. Você se comove com o que não acontece, você sente frio e medo. Parado atrás da vidraça, olhando a chuva que, aos poucos começa a passar.





A vida tem caminhos estranhos, tortosos às vezes difíceis: um simples gesto involuntário pode desencadear todo um processo. Sim, existir é incompreesível e excitante. As vezes que tentei morrer foi por não poder suportar a maravilha de estar vivo e de ter escolhido ser eu mesmo e fazer aquilio que eu gosto, mesmo que muitos não compreendam ou não aceitem.

-Você gosta de estrelas?
-Gosto. Você também?
-Também. Você está olhando a lua?
-Quase cheia. Em Virgem.
-Amanhã faz conjunção com Júpiter.
-Com Saturno também.
-Isso é bom?
-Eu não sei. Deve ser.
-É sim. Bom encontrar você.
-Também acho.

-Você gosta de Júpiter?
-Gosto. Na verdade "desejaria viver em Júpiter onde as almas são puras e a transa é outra".
-Que é isso?
-Um poema de um menino que vai morrer.
-Como é que você sabe?
-Em fevereiro, ele vai se matar em fevereiro.

-Você tem um cigarro?
-Estou tentando parar de fumar.
-Eu também. Mas queria uma coisa nas mãos agora.
-Você tem uma coisa nas mãos agora.
-Eu?
-Eu.

-Como é que você sabe?
-O quê?
-Que o menino vai se matar.
-Sei de muitas coisas. Algumas nem aconteceram ainda.
-Eu não sei nada.
-Te ensino a saber, não a sentir. Não sinto nada, já faz tempo.
-Eu só sinto, mas não sei o que sinto. Quando sei, não compreendo.
-Ninguém compreende.
-Às vezes sim. Eu te ensino.
-Difícil, morri em dezembro. Com cinco tiros nas costas. Você também.
-Também, depois saí do corpo. Você já saiu do corpo?

-Você tomou alguma coisa?
-O quê?
-Cocaína, morfina, codeína, mescalina, heroína, estenamina, psilocibina, metedrina.
-Não tomei nada. Não tomo mais nada.
-Nem eu. Já tomei tudo.
-Tudo?
-Cogumelos têm parte com o diabo.
-O ópio aperfeiçoa o real
-Agora quero ficar limpa. De corpo, de alma. Não quero sair do corpo.

-Acho que estou voltando. Usava saias coloridas, flores nos cabelos.
-Minha trança chegava até a cintura. As pulseiras cobriam os braços.
-Alguma coisa se perdeu.
-Onde fomos? Onde ficamos?
-Alguma coisa se encontrou.
-E aqueles guizos?
-E aquelas fitas?
-O sol já foi embora.
-A estrada escureceu.
-Mas navegamos.
-Sim. Onde está o Norte?
-Localiza o Cruzeiro do Sul. Depois caminha na direção oposta.

-Você é de Virgem?
-Sou. E você, de Capricórnio?
-Sou. Eu sabia.
-Eu sabia também.
-Combinamos: terra.
-Sim. Combinamos.

-Amanhã vou embora para Paris.
-Amanhã vou embora para Natal.
-Eu te mando um cartão de lá.
-Eu te mando um cartão de lá.
-No meu cartão vai ter uma pedra suspensa sobre o mar.
-No meu não vai ter pedra, só mar. E uma palmeira debruçada.


-Vou tomar chá de ayahuasca e ver você egípcia. Parada do meu lado, olhando de perfil.
-Vou tomar chá de datura e ver você tuaregue. Perdido no deserto, ofuscado pelo sol.
-Vamos nos ver?
-No teu chá. No meu chá.


-Quando a noite chegar cedo e a neve cobrir as ruas, ficarei o dia inteiro na cama pensando em dormir com você.
-Quando estiver muito quente, me dará uma moleza de balançar devagarinho na rede pensando em dormir com você.
-Vou te escrever carta e não te mandar.
-Vou tentar recompor teu rosto sem conseguir.
-Vou ver Júpiter e me lembrar de você.
-Vou ver Saturno e me lembrar de você.
-Daqui a vinte anos voltarão a se encontrar.
-O tempo não existe.
-O tempo existe, sim, e devora.
-Vou procurar teu cheiro no corpo de outra mulher. Sem encontrar, porque terei esquecido. Alfazema?
-Alecrim. Quando eu olhar a noite enorme do Equador, pensarei se tudo isso foi um encontro ou uma despedida.
-E que uma palavra ou um gesto, seu ou meu, seria suficiente para modificar nossos roteiros.


-Mas não seria natural.
-Natural é as pessoas se encontrarem e se perderem.
-Natural é encontrar. Natural é perder.
-Linhas paralelas se encontram no infinito.
-O infinito não acaba. O infinito é nunca.
-Ou sempre.


-Tudo isso é muito abstrato. Está tocando "Kiss, kiss, kiss". Por que você não me convida para dormirmos juntos.
-Você quer dormir comigo?
-Não.
-Porque não é preciso?
-Porque não é preciso.

-Me beija.
-Te beijo.

Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.

¬

Estou procurando, estou procurando. Estou tentando me entender. Tentando dar a alguém o que vivi e não sei a quem, mas não quero ficar com o que vivi. Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda.




Ah, e dizer que isto vai acabar, que por si mesmo não pode durar. Não, ela não está se referindo ao fogo, refere-se ao que sente. O que sente nunca dura, o que sente sempre acaba, e pode nunca mais voltar. Encarniça-se então sobre o momento, come-lhe o fogo, e o fogo doce arde, arde, flameja. Então, ela que sabe que tudo vai acabar, pega a mão livre do homem, e ao prendê-la nas suas, ela doce arde, arde, flameja.




Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.